Lazer no feriado: Conheça a nova cara do turismo em Jundiaí

Museu do Vinho

Jundiaí é uma cidade focada no turismo de negócios, com seu polo industrial em pleno crescimento, mas há pelo menos 4 anos essa história vem mudando, e as propriedades rurais da região passaram a abrigar novas fontes do setor. Nesse período, foram criadas cinco rotas turísticas contemplando todas as regiões da cidade e em dois anos triplicou suas unidades hoteleiras de duzentas para cerca de seiscentas, além da chegada de três grandes redes. Um exemplo dessa expansão do turismo rural é o Villa Brunholi.

Turismo rural é a nova aposta da cidade
Turismo rural é a nova aposta de Jundiaí

A história da família Brunholi se inicia em 1889, quando Antônio Brunholi deixou a Itália e instalou-se em Jundiaí. Aos poucos, o pedaço de terra adquirida por Antônio no bairro do Caxambu, deixou de servir somente à agricultura e passou a abrigar uma adega, sendo esta a primeira ideia de expansão dos negócios da família.

“Meu avô Antônio se dedicou a vitivinicultura desde que comprou o sítio, mas foi a partir dos anos de 1950 que os vinhos aqui produzidos começaram a ganhar fama na região”, comenta Paulo Brunholi, sócio do complexo turístico e presidente da Rota da Uva.

A adega fez com que o Villa Brunholi se tornasse um ponto turístico da região, e a família resolveu ampliar ainda mais os negócios, criando um restaurante. Devido a sua origem italiana, o restaurante não poderia servir outra coisa a não ser fartas porções de massas frescas e rodízios de parmegianas.

É difícil não se empolgar com as comidas, mas é bom deixar um espacinho para a sobremesa. São variados os tipos de doces que se pode pedir, mas o queridinho é o premiado pelo Festival de Sabores de São Paulo, pudim de uva com queijo mascarpone. “Costumo conversar com as pessoas que frequentam o restaurante, sempre pergunto de onde elas são e é comum pessoas de cidades como Vinhedo, Campinas e São Paulo. Às vezes fico surpreso com o sucesso que as receitas da nonna faz”, diz Paulo.

Quem quiser conhecer o espaço aos finais de semana, é recomendado chegar antes do almoço para poder se deliciar com o café da manhã colonial que o espaço oferece apenas aos sábados e domingos. São três mesas fartas de comidas, com mais de 80 itens, entre doces e salgados, pães e bolos, sucos, café, chocolate quente.

Restaurante na Villa Brunholi, em Jundiaí
Restaurante na Villa Brunholi, em Jundiaí

Depois de muita comilança, poder deitar na rede seria uma boa pedida. O Villa Brunholi tem um redário, espaço com redes de descanso, disponível para os clientes deitarem e relaxarem pós almoço.

O complexo turístico e gastronômico, conta também com uma mini fazenda, com porco, cabras, coelhos e mini-horse, diversão garantida para as crianças. Todas as árvores do complexo, são frutíferas e as frutas estão disponíveis para os visitantes. Além disso, tem uma pequena horta onde os turistas podem pegar alguns temperos como tomilho e alecrim, por exemplo.

E para fechar o passeio, que tal conhecer o museu do vinho? A região rural de Jundiaí é marcada pela plantação de uvas Niágara rosa – o único lugar do mundo a plantar este tipo de uva – e produção de vinhos artesanais, são mais de 10 adegas na região e em cada uma delas tem um pedacinho da história da imigração italiana na região. No Villa Brunholi não seria diferente, além da adega, Paulo criou o museu do vinho, dentro de um tonel enorme, onde estão itens e ferramentas que foram utilizadas para a produção artesanal de vinho. “Montamos o museu, visando resgatar um pouco de nossa cultura. A partir disso fomos criando novos produtos e atrativos para os turistas que frequentam o local, como nossa mini fazenda e playground para as crianças”.

O ramo das bebidas, que começou somente com o crescimento do vinho no mercado, se diversificou e hoje o Villa Brunholi conta com uma cachaça premiada no Concurso Mundial de Bruxelas e uma Caipirinha que já é exportada para o Reino Unido, Canadá e Caribe.

De geração em geração, o Villa Brunholi foi ganhando a forma que tem hoje. Situado na Rota da Uva, a mais importante e movimentada rota da cidade de Jundiaí, que recebe mais de 8.000 turistas todo final de semana, o complexo turístico recebe visitantes que estão em busca de ar puro, muito verde e uma alimentação com a tradição da Nonna.

Mais sobre o Villa Brunholi

Complexo turístico formado por adega, mini fazenda, brinquedoteca, restaurante e museu do vinho. A história do espaço começou em 1897, quando Antônio e Emma Brunholi chegaram da Itália e compraram uma propriedade no bairro de Caxambu em Jundiaí.

O lugar, que passou por muitas transformações desde então, também faz parte do desenvolvimento do turismo rural e do agronegócio. O espaço, além de ser uma opção para os turistas, faz a produção de vinhos de mesa, massas, licores, vinagre e caipirinha que leva o nome da família na marca.

www.villabrunholi.com.br